A mais antiga epopéia do mundo: A gesta de Gilgamesh

Livro publicado pela Fundação Cultural do Estado da Bahia, em Salvador, no ano de 1985. Encerra uma apresentação da problemática histórico-literária da famosa Epopéia de Gilgamesh, de que apresenta uma paráfrase baseada em duas das mais conhecidas traduções do poema acadiano (a de Speiser, publicada na coletânea ANET – Ancient Near Eastern Texts Relating to the Old Testament, Princeton University Press, 1955 ; e a de Adolph Schott (Das Gilgamesh Epos, Stuttgart, Reclam, 1958 ) e inspirada também em estudos a respeito da literatura súmero-acadiana de autoria de Jean Bottéro e Samuel Noah Kramer, entre outros. Na introdução, encerra uma abordagem das fontes da referida epopéia, mais um pequeno estudo a composição literária do poema, seu acervo de fórmulas. O Comentário que forma a derradeira parte do livro vem a ser um estudo sobre os mitos encerados no poema e sua “modelagem” épica, além de um breve ensaio comparativo que a confronta com o universo das epopéias homéricas.

Editora: FUNCEB
Autor(es): Ordep Serra

164 páginas
1ª edição (1985)
Assunto: Antropologia, Literaturas Antigas, Literatura Mesopotâmica, História Antiga e Medieval,  Culturas Mediterrâneas da Antiguidade, Antropologia Simbólica, Estudo Antropológico de Mitos e Mitologias.

ISBN:

Anúncios